quinta-feira, 12 de março de 2020

Filho que foi cortado do testamento de Chico Anysio teria conflitos com a madrasta


A retirada do nome de Lug de Paula do testamento de Chico Anysio teria ocorrido por brigas entre o filho do humorista e a viúva, Malga Di Paula. A exclusão de Lug, que também é comediante e ficou conhecido com o personagem Seu Boneco da "Escolinha do Professor Raimundo", foi um dos motivos que levou a Justiça a anular o testamento.

A hipótese do conflito entre madrasta e o filho foi levantada por Martha Mariotti, advogada de Lug, na quarta-feira (11), em conversa com a reportagem do R7.

A defesa de Lug afirma que o cliente e a então mulher do humorista enfrentaram problemas de convívio no período das internações que antecederam à morte de Chico, em 2012, vítima de uma parada cardíaca, informou o R7.

Martha negou que Lug e o pai tenham brigado e que um possível confronto entre eles pudesse ocasionado a retirada do nome da relação de herdeiros. “Não foi isso. Ele era o que estava mais próximo. Até mesmo por ser mais velho, ele tem 63 anos. Acompanhava o pai durante as internações”, explicou a advogada.

Em seguida, ela cogitou duas possibilidades para a ausência no testamento: “Talvez pela Malga. Havia um pouco de desentendimento entre eles, durante algumas internações do Chico. Também pode ter sido algum erro cartográfico, na hora de redigir o testamento”, disse.

A decisão de questionar o documento teria começado após a leitura do espólio, no apartamento do humorista, logo após a morte. À época, os filhos se reuniram no imóvel e, a partir daquele momento, apontado algumas inconsistências no texto.

"Tinha erros técnicos jurídicos que levaram à anulação. Não fora só a questão do Lug [de Paula] não ter sido contemplado no testamento do Chico. Acontece que o documento cedia a integralidade dos bens, sem respeitar a legítima. Fora isso, o testamento mais parecia outro programa humorístico do saudoso Chico, determinando divisão de bens de forma incoerente", contou.

O testamento de Chico Anysio foi anulado após decisão de huiz da 2ª Vara da Família da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. A decisão se fundamentou no fato de que o "testador dispôs da totalidade de seus bens", o que contrariaria determinação do Código Civil, de acordo com nota enviada pelos advogados de Malga Di Paula.

Apartamento milionário

A viúva do humorista reivindica na Justiça que a condição de única dona de um apartamento avaliado em R$ 7 milhões, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade. A informação, inclusive, é confirmada pela defesa de Lug.

Quanto ao pedido de Malga, a advogada disse que o cliente não pretende recorrer caso o Judiciário decida que ela tem direito a 50% dos bens deixados por Chico, que, segundo Martha, não chegariam ao número de R$ 150 milhões, conforme noticiado pelo colunista Leo Dias. No entanto, ainda não há uma posição oficial dos filhos em relação ao imóvel em que o ator vivia com a empresária.

"A informação que os bens dele chegariam em torno de R$ 150 milhões não é verdade. Ele era um homem muito generoso e fez todas as doações em vida. Dava grandes gorjetas. Ele gastou muito dinheiro", comentou.

Além de Lug, Chico Anysio é pai de oito filhos: Nizo Neto, Bruno Mazzeo, André Lucas, Rico Rondelli, Cícero Chaves, Vitória e Rodrigo.

A defesa de Malga Di Paula foi procurada para comentar o caso, mas não retornou até a publicação da reportagem.

Com informações do Portal R7.com

0 comentários:

Postar um comentário